A história de Lola ou de como sonhos são possíveis de se realizarem

Criado por Letícia Castro em em 31/07/2012

Ontem, minha bebê fez seis meses. E a segunda parte do título deste post é um enorme chavão, às rédeas da breguice, que também corresponde à verdade, ao que aconteceu de fato. Há exatos 18 meses, tive uma epifania e fiz um pedido aos céus, devidamente repassado a uma única pessoa naquele exato momento. Algo me cutucou e disse: transmita sua mensagem. Na época, lembro-me de ter pensado: tenho certeza de que virá por este caminho, só não tinha a mínima ideia de como.

A epifania em questão, na realidade, nasceu há uns nove anos, quando, em uma feira de filhotes de cães, conheci a Lola. Melhor dizendo, a cachorra que me fez me apaixonar por uma raça até então tão temida que eu jamais pensaria em criar, não fosse o imenso carinho que aquele ser demonstrou por mim à primeira vista.

E eu que não acreditava em amores instantâneos, me vi atirada no chão do local, abraçada a uma bulldog, fazendo cócegas em sua barrigona de todas as formas possíveis. Os bullies para mim, até aquele momento, pertenciam à lista negra das raças de cachorros dos quais eu nem cogitava me aproximar. A ignorância nos leva por caminhos tristes até nos conduzir ao lugar onde espera a luz. E, aquele foi o dia em que até mesmo a aparência carrancuda desses bichinhos se tornou motivo de afeição e ternura.

Assim tem sido com Lola, desde que ela chegou em casa no dia 16 de março deste ano. Desde que comecei a campanha “#euqueroganharaLola e você vai me ajudar“, em 29 de janeiro de 2011, com direito a vídeo no YouTube, passaram-se 366 dias, exatamente um ano bissexto, antes de minha bebezona nascer. Lola foi um presente que “exigi” da vida, como uma forma de reparação pelos tantos desencontros difíceis que acabaram por culminar no encaixe certo de todas as coisas. Ela veio no momento certo e de um jeito muito melhor do que eu jamais poderia ter imaginado. Coisas de Deus…

Não posso deixar de mencionar o apoio que tive dos amigos internautas que repercutiram a campanha com tanto ânimo e carinho. A vocês e aos padrinhos de Lola é dedicado este post. Mas ele também vai para aqueles que duvidaram o tempo todo e não tiveram o pudor de esconder sua torcida contra. Minha resposta está roncando aqui do lado, em alto e bom som, neste dia frio. A estas pessoas, para não dedicar-lhes mais linhas do que merecem, desejo apenas que acreditem e tenham fé, como eu fiz.

Agora, quanto aos responsáveis por terem trazido minha Lolota as nossas vidas, a estes eu desejo todo o bem, toda a plenitude e felicidade de realizações que Deus possa lhes encaminhar. Estou falando de meu querido amigo, o professor Marcos Silvestre, e de sua linda família. Foi para ele que enviei aquele e-mail, na esperança de que algum contato de sua rede pudesse ajudar a realizar o sonho de ter Lola.

E o “profe” abraçou a ideia desde o primeiro instante, tanto que conquistou a posição de padrinho por puro merecimento, posto que compartilha com sua filhota Raquel que reivindicou o lugar com veemência e igual mérito. Os queridos Luciane e Alexandre também apoiam a moção com toda doçura do mundo e a prova está abaixo, nestas fotos com a família e sua afilhada, um dia depois de Lola chegar em casa:

Da esquerda para a direita: Raquel, Luciane e Alexandre Silvestre
E o “tio Marcos” com a bebezona
E aqui está ela, toda grandona, alguns meses depois deste encontro:
Sim, eu sei, ela é linda. É uma artista também. Passa o dia entre uma arte e outra (infame…). Lola é um desses presentes que Deus, com Sua mão generosa, resolve nos dar e, de repente, a vida melhora. E a mim só me resta agradecer e retribuir, cuidando do meu monster baby com todo amor do mundo. Mas, se Ele pensa que eu vou parar de pedir…:D
Comentários (24)
  1. Geraldo comentou, em 02/08/2012:

    Olá Leticia,

    Me lembro muito bem da campanha, até porque participei intensamente dela…

    Tenha a certeza que tu e a Lola se completam, se unem em uma perfeita harmonia, que pode se dizer que são uma só!!

    Parabéns deste “padrinho virtual”

    Responder
  2. Alcione Torres comentou, em 02/08/2012:

    Coisa linda! Parabéns para Lola!!

    Responder
  3. |Renata_Emy| comentou, em 03/08/2012:

    Gordinha gostosa comedora de fermento! haha…
    Lola tá linda!
    E eu fico mto feliz q ela entrou na sua vida p/ alegrá-la ainda mais! ;)
    =*

    Responder
  4. Anonymous comentou, em 03/08/2012:

    Cara Letícia, li seu post e fiquei realmente sensibilizada, talvez porque temos duas grandes preciosidades em comum: um Bulldog e também sou ariana. Pecado eu não ter visto na época sua campanha, ajudaria sem sombras de dúvidas e com carinho! Compartilho da mesma felicidade em ter…no meu caso um companheirinho desse vindo através das mãos de Deus. Meu Bull se chama Alfredo e está com 3 aninhos. Assim como vc, nós tivemos somente alegrias quando ele entrou em nossas vidas! Alfredo foi descoberto na internet, na ocasião que eu procurava um filhote para comprar. Duas coisas me chamaram a atenção: ele estava em uma casa bem perto da casa dos meus pais e tinha nascido no dia 30/03/09, um dia antes do meu aniversário, ou seja, mais um Ariano estava prestes a entrar para a família. Foi amor a primeira e a última vista! Não deu outra, ele era o cara e não pensamos duas vezes, porque ao primeiro contato aquela bola branca com algumas manchas marrons demonstrou afeição e carinho ao primeiro olhar! Há alguns meses atrás cheguei a publicar no Bulblog a nossa experiência e mudança para a Índia. Tivemos alguns problemas, mas nossa determinação em trazer Alfredo conosco falou mais alto! Muitas pessoas desaconselharam trazê-lo, principalmente o veterinário. Mas, fomos em busca de todas informações possíveis e aos poucos preparando para essa longa viagem. Aqui estamos já a 7 meses e Alfredo conseguiu superar uma viagem de aproximadamente 34 horas! É claro que chegou muito cansado, mas, inacreditavelmente se recuperou muito rápido em relação a nós. Demonstrou que realmente é um cão especial e muito forte! Estamos felizes em tê-lo sempre perto e Graças a Deus todas as dificuldades que a maioria das pessoas disseram que passaríamos com ele aqui…foram somente pensamentos negativos que não deixamos que interferissem na nossa escolha. Desejamos a vocês muitas felicidades sempre com a Lola! Estamos também no Face cadastrados no Bulldog Brasil, com o meu nome. Abraços e parabéns pela Lola e pelo excelente texto! publicado. Silvia Blanco e Alfredo.

    Responder
  5. LETÍCIA CASTRO comentou, em 03/08/2012:

    Geraldo, querido, Lolota, enquanto destrói minha cadeira de vime, diz que vc está mais que credenciado a ser seu padrinho virtual, como cusquinha que é. E manda muitos lambeijinhos por ter sido um aliado muito dedicado para ela chegar até aqui. rs

    Beijinhos!

    Responder
  6. LETÍCIA CASTRO comentou, em 03/08/2012:

    Brigada, Sil! Lola disse que quer conhecer seus amiguinhos poodle em solo baiano um dia. Já pensou reunir essa turma toda?

    Beijos!

    Responder
  7. LETÍCIA CASTRO comentou, em 03/08/2012:

    Comedora de fermento, cadeiras, cortinas, sofás, chinelos e do meu iPhone que está sumido!!! Rê, não se deixa enganar por essa gordurinha tão gostosa. É tudo parte de um esquema para nos dominar. rsrsrs

    Beijos, minha linda!

    Responder
  8. LETÍCIA CASTRO comentou, em 03/08/2012:

    Si, então prepare-se para mais “deuscindências”: o meu aniversário é em 30/03! E o nome da minha mãe é… Silvia! rsrsrs Olha, acho que teremos que nos conhecermos quando vcs fizerem uma visita ao Brasil…
    Que história incrível! Então, Alfredo está a caminho de se tornar um brâmane? rs Vcs tem que publicar uma fotinha dele de turbante… Ô meu Deus!
    Si, vc me tirou uma angústia grande, contando sua experiência aérea com o Alfredo. Me cortava o coração que Lola não pudesse conhecer Paris! rs Vocês foram realmente muito corajosos e seu amor pelo bullzão fez com que tudo desse certo.
    Parabéns a vocês e vamos continuar trocando figurinhas lá no grupo e por aqui também. Sejam sempre bem-vindos, viu? Beijos!

    Responder
  9. Anonymous comentou, em 03/08/2012:

    Com Certeza Lê, a gente uma hora se esbarra por ai! Acredito sim nessa possibilidade! Voltar para casa mesmo com Alfredo daqui 1 ano e 6 meses, mas eu daqui uns dias estarei ai para visitar minha família! Sou mineira! Com relação a Paris pode levá-la sem problemas! Qdo vc organizar esta viagem eu posso ti ajudar no que vc precisar, ok! Vamos mantendo contato sim! Ah! Fala para tua mãe que o nome dela é Lindo demais! Vou publicar a foto do Alfredo com turbante no face do Bulldog para vc! Bjs

    Responder
  10. LETÍCIA CASTRO comentou, em 03/08/2012:

    Ahhhh já viramos comadre, pronto! Com o tanto que gosto de mineiro! Já te adicionei no Face e aí trocamos os contatos, tá bom? Ahhh com certeza! De repente, fazemos esta viagem juntas, com os bullies andando ao longo do Sena. rsrsrs
    Hahaha Vou falar pra ela sim, vai ficar mais metida ainda. rs
    Menina, ele tá lindo de turbante! hehehehe Todo posudo, incorporando o personagem. rs Beijinho, querida!

    Responder
  11. Max Martins comentou, em 03/08/2012:

    Fico feliz por ti. Sei como essas feras fazem diferença na vida da gente. Parabéns, Lolota! \o/

    Responder
  12. LETÍCIA CASTRO comentou, em 03/08/2012:

    Esta fera aqui está precisando de um centro de recuperação. PelamordeDeus!

    Brigada, querido!

    Responder
  13. Marcia Raicher comentou, em 03/08/2012:

    Na verdade essas crianças são os verdadeiros presentes de D’us, pois já vem com todo o conhecimento do verdadeiro amor, para compartilhar e preencher nossas vidas. Eu não me imagino sem a minha Meidale….que até vira os olhinhos quando me lambe….é amor que nunca tive igual…..D ‘uso abençoe nossas filhotes Meidale e Lola !!

    Responder
  14. LETÍCIA CASTRO comentou, em 03/08/2012:

    São mesmo, Má… Nós bem sabemos como nossas filhusquinhas são importantes, né? Além de muito charmosas, vamos combinar?

    Amén, querida! Beijos!

    Responder
  15. Michele Souza comentou, em 03/08/2012:

    Gostei da pose da Lola, rs.. Parabéns!!

    Responder
  16. LETÍCIA CASTRO comentou, em 03/08/2012:

    Cê viu, Mi? Ela é cheia das “artes”… rs

    Responder
  17. Jorge Fortunato comentou, em 03/08/2012:

    E eu presenciei o quanto Letícia ama Lola… lembra Lê?
    beijos

    Responder
  18. LETÍCIA CASTRO comentou, em 03/08/2012:

    Se lembro, meu amigo querido… E me ajudou em um “momento de crise”! rs

    Estamos com saudades suas, viu?

    Beijos!

    Responder
  19. António Jesus Batalha comentou, em 14/08/2012:

    Olá , seu blog é muito bom, e desde já quero dar-lhe os parabéns, meu nome é: António Batalha, e quero deixar-lhe um convite, se quiser fazer parte de meus amigos virtuais no blog Peregrino E Servo ficarei muito radiante. Claro que irei retribuir seguindo também seu blog.Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que Seja feliz você e sua casa.

    Responder
  20. Anonymous comentou, em 29/08/2012:

    Ah que lindo, minha linda! Realmente, só quem tem um amor desses, assim grande, assim absoluto, assim que não pede nada em troca a não ser mais amor é que sabe o que é felicidade na vida… Que a Lola seja sempre sua companheira fiel e toda felicidade do mundo a vc e ela. Eu, Gil, Tiago, Tais, a gataiada e a cachorrada mandam beijos às duas garotas :)
    Ah! E como agradecimento nunca é demais, obrigada por tudo, mais uma vez..
    Silvia Rinaldi

    Responder
  21. Ana Lucia Nicolau comentou, em 22/09/2012:

    Oi Letícia, que texto bonito que fez com que eu refletisse sobre a importância que damos aos nossos sentimentos que dedicamos aos “seres racionais ou irracionais” que completam nossas vidas…bj
    PS: não passe tanto tempo sem escrever no blog

    Responder
  22. LETÍCIA CASTRO comentou, em 24/09/2012:

    Oi, Ana querida!

    É verdade, ando deixando muito o Babel de lado. Hoje, sai outro texto, te aviso, viu? ;)

    Vc disse tudo: completam nossas vidas, né?

    Beijo carinhoso pra vc, viu?

    Responder
  23. LETÍCIA CASTRO comentou, em 24/09/2012:

    Si querida! Não tinha visto seu comentário. Fazia tempo que eu não via os comentários do Babel. rs
    Fiquei super emocionada, porque sei que suas palavras são sinceras e recheadas de carinho verdadeiro.
    Lolota, que está roendo os pés da minha cadeira neste instante, também manda muitos lambeijinhos a toda trupe e reitera sua vontade de ir fazer uma visita aos amiguinhos peludos. Só não sei o que poderá acontecer nesse temido encontro. rsrsrs
    Beijos com saudades de vcs, viu?

    Responder
  24. LETÍCIA CASTRO comentou, em 24/09/2012:

    Amén, António! Muito obrigada por suas palavras. Volte sempre e sucesso com seu blog!

    Responder

Escreva um comentário


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/babelpontocom/www/wp-content/themes/default/template-pre-footer.php on line 7

Warning: reset() expects parameter 1 to be array, string given in /home/babelpontocom/www/wp-content/themes/default/template-pre-footer.php on line 60