Museu da Língua Portuguesa é parada obrigatória para quem fala o idioma

Criado por Letícia Castro em em 07/11/2008


Estação da Luz, região central de São Paulo. A entrada para o museu fica do lado esquerdo na foto, no canto inferior (Foto: Wikipédia)

Um lugar que todo lusófono devia conhecer. Assim pode ser definido o Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, que abriga exposições temporárias e permanentes sobre o idioma falado por mais de 200 milhões de pessoas em todo o mundo. Entre língua falada e escrita, quem visita o museu se encanta com os diferentes projetos que expõem o dinamismo lingüístico do português em forma de uma gama de material multimídia que inclui mostras de linguagem coloquial, línguas indígenas e de origem africana até o fino da literatura produzida no idioma. Um passeio imperdível que já faz parte do circuito turístico obrigatório da cidade.


Acesso ao interior do museu e banner (Fotos: Letícia Castro)

O Museu da Língua Portuguesa é parte integrante da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e é administrado pelo Instituto Brasil Leitor. Localiza-se dentro do prédio da estação de trens do bairro da Luz, no centro da capital. Inaugurado em 21 de março de 2006, já recebeu mais de 800 mil visitas até hoje. Conta também com a parceria de empresas de peso como a Fundação Roberto Marinho (responsável por grande parte dos projetos multimídia), IBM, Votorantim e Petrobrás, entre outras.

A instituição tem por objetivo mostrar a língua como elemento fundamental e fundador da nossa cultura, celebrar e valorizar a língua portuguesa, aproximar o cidadão do seu idioma, como o verdadeiro proprietário e agente modificador da língua, promover o intercâmbio entre os diversos países de língua portuguesa e promover exposições, cursos, palestras e seminários sobre o tema.

Além dos espaços expositivos, o museu também desenvolve atividades paralelas como apresentações gratuitas, cursos, palestras e seminários, visitas diferenciadas, serviço educativo e ações com a rede pública de ensino. É composto por três setores bem diferenciados que se dividem por andares. No 1o. andar, encontram-se as exposições temporárias, geralmente temáticas sobre escritores de língua portuguesa. Este ano já recebeu Clarice Lispector, Gilberto Freyre e Machado de Assis, a última exposição que terminou em 26 de outubro, em comemoração ao aniversário de 100 anos da morte do autor.


Painel e instalação da exposição “Mas este capítulo não é sério”, sobre Machado de Assis (Fotos: Letícia Castro)

No 2o. andar, o visitante tem acesso à exposição permanente do museu, que conta com painéis eletrônicos e instalações interativas sobre a história e origem do idioma. O painel “Grande Galeria” impressiona pela dimensão (106m) e exibe projeções simultâneas de filmes mostrando a língua no cotidiano de seus usuários.

Painel informativo do 2o. andar, tela “Grande Galeria” e “Linha do Tempo” – detalhe (Fotos: Letícia Castro)

Os totens “Palavras Cruzadas” são dedicados às influências das línguas e dos povos que contribuíram para formar o português falado no Brasil e nos demais países.


Totem “Palavras Cruzadas”, à esq. e “Linha do Tempo” (Fotos: Letícia Castro)

Na “Linha do Tempo”, é possível interagir com recursos lingüísticos que levam o visitante a história de como a língua se formou através do tempo.


“Linha do Tempo”: 1500 – o idioma chega ao Brasil e de como foi formada a língua portuguesa, à dir. (Fotos: Letícia Castro)

O andar ainda traz as seções “Beco das Palavras”, um jogo eletrônico interativo com o significado e a origem das palavras e a “História da Estação da Luz”, onde painéis relatam como surgiu a simbólica estação paulistana que recebeu os primeiros imigrantes e agora abriga o museu em suas dependências.

No 3o. andar, estão localizados o auditório e a “Praça da Língua”. No auditório, o público assiste a um filme de 10 minutos, narrado por celebridades como Maria Bethânia e Fernanda Montenegro, sobre as origens do português do Brasil.

Auditório, acesso para a “Praça da Língua”, situada atrás da tela móvel da sala (Foto: O que se faz)

A “Praça da Língua” é tida como um planetário do idioma, composto de imagens projetadas e gravações em áudio de alguns dos textos mais importantes produzidos pela literatura em português. Os textos e poemas são recitados por artistas conhecidos de origem brasileira e portuguesa e, entre eles, estão obras de Fernando Pessoa, Augusto dos Anjos, Gonçalves Dias, Clarice Lispector e Nelson Rodrigues.

“Praça da Língua”, detalhes do chão e da projeção (Fotos: Jornal Mercado Paulista, Wikipédia e Magnetoscópio)

Durante a projeção, trechos das obras vão aparecendo pelas paredes e teto do recinto, devidamente escurecido, em jogos de luz. Quando a iluminação volta, o visitante percebe que as citações também estão gravadas no chão, em um labirinto de palavras e sensações a cada quadrado do piso.

Chão da “Praça da Língua”, destaque para a citação de Fernando Pessoa (Fotos: Lu Monte e O que se faz)
O Museu da Língua Portuguesa pode ser visitado de terça a domingo, das 10h às 18h, não abre às segundas-feiras. O preço do ingresso é R$6,00 e estudantes com carteirinha pagam meia-entrada. Professores da rede pública com holerite e RG, crianças até 10 anos e adultos a partir de 60 anos não pagam. Aos sábados, a visitação é gratuita.

Para outras informações, ligue: (11) 3326-0775 ou mande um e-mail para museu@museudalinguaportuguesa.org.br.

Aqui se fala português

Comentários (29)
  1. Wander Veroni comentou, em 07/11/2008:

    Oi, Lê!

    Sou um apaixonado pelo nosso idioma. Até pq, querendo ou não, trabalhamos com ele, de forma mais afiada, todos os dias. Que delícia passear com vc pelo museu.

    As fotos ficaram lindas. Acho que a nossa profissão, assim como os designer, redatores e publicitários, podem brincar muito com o arranjo das palavras e transformar o idioma em duas obras de arte: a visual e a escrita.

    Quando for em Sampa, vc me leva aí no Museu, viu!

    Beijão,

    =]

    ——————-
    http://cafecomnoticias.blogspot.com

    Responder
  2. LETÍCIA CASTRO comentou, em 07/11/2008:

    Mas não tenha dúvida que te levo! rs
    Beijocas!

    Responder
  3. Perfume de Afrodite comentou, em 08/11/2008:

    Letícia, muito bom o seu post a respeito do Museu da Língua Portuguesa. Tenho loucura por conhecer, mas morando aqui no Sul é mais difícil arrumar um tempo pra dar um passeio ao Sudeste. Gostei de tudo o que li e vi. Já li muito sobre o Museu e logo, logo apareço por lá. Beijos!

    Responder
  4. Jorge Fortunato comentou, em 08/11/2008:

    Olá Letícia,
    Desde que esse Museu foi inaugurado eu fiquei morrendo de inveja dos paulistas, que sorte! Lendo seu post essa “inveja” transformou-se em desejo. Vou me organizar e fazer uma visita. Aliás gosto muito de São Paulo, só lamento o trânsito e o metrô, mas num final de semana quem sabe. E conto com você ciceroneando!
    Beijos

    Responder
  5. Rodrigo Piva comentou, em 08/11/2008:

    Desde a inauguração só vejo matérias belíssimas sobre o Museu e não consegui ir ainda, o que é um absurdo!!!! hehehe
    Va bene que estou em um tratamento chato que me impede de fazer muitas coisas, mas em breve pretendo conhecer essa maravilha. Parabéns pelo artigo, Lê, sempre fantástica!
    Beijão

    Responder
  6. blogdocatarino.com comentou, em 08/11/2008:

    Letícia.
    Gostaria muito de conhecer esse museu que deve ser um sonho para quem gosta do nosso idioma. Eu acho o português lindo.
    Pena que a distância nos dificulta.
    Tenha um ótimo final de semana.

    Responder
  7. All3X comentou, em 08/11/2008:

    Ah, vontade não me falta a muitos brasileiros, assim como a mim, para visitar o museu.
    Nosso idioma é verdadeiramente fantástico. Com traços únicos que marcam o ecletismo cultural de nosso povo.
    Abraços Letícia,
    All3X

    Responder
  8. LADY DARK ANGEL comentou, em 08/11/2008:

    EU ADORARIA IR CONHECER COISAS DESSE TIPO ME FASCINA

    Responder
  9. grupo gauche comentou, em 08/11/2008:

    Que bela reportagem! eu moro no sul e infelizmente, não tive a oportunidade de visitar o museu… que é um dos meus maiores desejos e ainda vou cumprir. foi bom ler e saber um pouco mais e qdo eu for, vou reler pra poder me lembrar disso sempre. abraço

    Responder
  10. lorena comentou, em 08/11/2008:

    vontade realmente não falta. deve ser um lugar onde vc vai e volta diferente. a nossa lingua é realmente linda e fascinante. qnd for a são paulo será parada obrigatoria.

    =]

    Responder
  11. dudalak comentou, em 08/11/2008:

    Nossa! Que interessante! Nem sabia desse museu! Quando eu puder, falarei com meu pai a respeito para ele levar todo mundo lá! Eu simplesmente ADORO esse tipo de coisa, vendo as fotos me deu vontade de mergulhar nela (tipo aquele filme da Angelica, onde ela entrava na TV rs) eu entraria na foto e ficaria lááá rsrs

    beeeijos

    Responder
  12. Tyler Bazz comentou, em 08/11/2008:

    Museu belíssimo, que ninguém deve perder a oportunidade de visitar. E não só quem fala português, não. É bom pra todo mundo!

    Uma coisa legal do museu é que, ao contrário de muita gente que pensa que para defender a língua é necessário negar as outras, ele mostra a influência e a importância de outros idiomas no português.

    E quem visitar pode aproveitar para conhecer também a Estação da Luz.. :)

    Responder
  13. Isabele ? comentou, em 08/11/2008:

    Quando estiver em Sampaa, vou tratar de não esquecer de visitar este museu.

    Bjoss

    Responder
  14. Anton Roos comentou, em 08/11/2008:

    Pena estar tão distante do Museu. Para os apreciadores do bom linguajar esta com certeza é uma visita imprescíndivel.

    Ah, Gostei do posto do Morrison.

    Abç,

    Responder
  15. Anonymous comentou, em 08/11/2008:

    Nossa lindíssimo, nós precismos popularizar mais nossos museus e criar na população gosto por museus, bibliotecas, coisas mais culturais.

    Lindas fotos e matéria maravilhosa

    http://www.blogdorubinho.cjb.net

    Responder
  16. s2 Raah s2 comentou, em 08/11/2008:

    Adoraria conhecer…alias são tantos os lugares que queiro conhecer, enfim, belo blog!
    Bjuundah

    http://naosouemo.blogspot.com/2008/11/final.html

    Responder
  17. carla m. comentou, em 08/11/2008:

    Ah comadre!!!
    teu comentário no dos crimes me emocionou…

    Quanto ao museu, é o tipo de coisa que me faz ver que andamos pra frente, que patrimônio cultural não é necessariamente paupável! Mas no caso da língua, também é!

    Parada obrigatória na próxima visita a Sampa, com certeza!

    beijocas!!!

    Responder
  18. Pedro comentou, em 08/11/2008:

    Leticia,
    Fiquei cheio de vontade de ir a SP visitar o Museu de Língua Portuguesa . De qualquer forma a sua dica está agendada.
    Sem duvida é parada obrigatória para um lusófono.
    Boa dica!
    Pedro

    Responder
  19. Guilherme Freitas comentou, em 09/11/2008:

    Faz tempo que quero ir nesse museu, mas o tempo não deixa. Vamos ver em dezembro, com certeza irei até lá. Ótimo post, Leticia.
    bjos.

    Responder
  20. Antonoly comentou, em 09/11/2008:

    É que não moro em Sao Paulo, mas quando tiver oportunidade, irei conhecer o museu.

    http://www.geracaoweb.wordpress.com

    Responder
  21. Marcelo comentou, em 09/11/2008:

    Letícia,

    Sabe qual é a maior ironia disso tudo? Sou coordenador de curso de Letras desde 2001. Quando abriu o museu da língua portuguesa, eu me empolguei. De lá para cá, já organizei várias excursões dos meus alunos para lá, mas infelizmente, eu mesmo nunca pude ir. Na hora H sempre é um outro professor que vai por conta de um monte de compromissos profissionais meus.

    Fico só na vontade, mas em 2009 eu vou.. pelo menos vou tentar.

    rs
    Adorei a postagem.

    Responder
  22. vitor marques da silva comentou, em 09/11/2008:

    hehe
    pensei que nao existia mais esse blog
    ele e da epoca do meu blog o pagina brasil nao sei se vc se lembra
    hehe
    mais vlw ae

    Responder
  23. Guilherme Santos comentou, em 09/11/2008:

    nossa
    parece ser um local maravilhoso
    ainda mais pra professores da lingua portuguesa ou de quem realmente gosta de saber sobre ela

    Responder
  24. Duda comentou, em 09/11/2008:

    Já fui no museu da lingua portuguesa, é um dos melhores museus q já fui!! demais, lá tem muitas atividades oq q atrai o plublico e isso é demais, o espaço tbem é incrivel, o os teloes q passa videos é muito legal amei la

    bjossss

    Responder
  25. comentou, em 09/11/2008:

    Por duas vezes estive em Sampa e não consegui visistar esse Museu (que me enche os olhos)
    Uma vez fechado e outra não deu tempo…
    Espero ir a São Paulo mês que vem e dessa vez ele não me escapa. Com essa postagem sua, me deu ainda mais vontade!!
    Abços

    Responder
  26. ?i?i ' comentou, em 09/11/2008:

    Ah, eu queria tanto ir lá!
    Deve ser lindo e bem divertido…

    Bejos!

    Responder
  27. Arnaldo Reis Trindade comentou, em 09/11/2008:

    Lê,
    adoro teu blog, adorei o post, sobre essa língua que é uma das mais complicadas, mais faladas e belas de todas.

    Pra ser sincero a língua protuguesa me dá dor de cabeça as vezes, mas gosto dela, apesar de me dar dor de cabeça, fica bem mais fácil contornar certos erros linguisticos com o português, do que com o inglês por exemplo mesmo que esta seja uma língua bem mais simples e cada vez mais simplificada.

    Fica aqui meu pedido de desculpas por não poder vir aqui semanalmente, nem diariamente, estou tentando visitar todos meus amigos da blogosfera pelo menos uma vez ao mês, pela falta de tempo ou pelo pouco tempo que me resta pra fazer algo quando volto do trabalho que me toma umas 14 quatorze horas do meu dia, mas que em breve será mostrado aqui na internet em meu blog e vocês saberão o motivo de tamanha ausência e me dirão se valeu a pena.
    http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=4050180145144690288

    Responder
  28. Luciano Costa comentou, em 10/11/2008:

    putz, preciso ir…desde que inaugurou tenho vontade mas nunca tive tempo….e, bem, é meio longe, o que também atrapalha bem…

    Responder
  29. Rachel ^^ comentou, em 10/11/2008:

    Oi Lê!! Tudo certo??
    Putz muito lindo esse museu…
    Tive a oportunidade de conhecê-lo em 2006.
    Concordo plenamente com tudo que vc postou. Só vendo mesmo pra crer!!
    Maior saudade de Sampa… =/

    Bjos Gatoona!

    =*

    Responder

Escreva um comentário


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/babelpontocom/www/wp-content/themes/default/template-pre-footer.php on line 7

Warning: reset() expects parameter 1 to be array, string given in /home/babelpontocom/www/wp-content/themes/default/template-pre-footer.php on line 60