Final De "Lost": Termina Amanhã A Primeira Grande Série Do Século 21

Criado por Letícia Castro em em 22/05/2010
Estamos perdidos. O trocadilho é péssimo e batido, mas é assim que se sentirão os milhões de fãs da série Lost neste domingo, quando a rede norte-americana ABC levar ao ar o último episódio. O capítulo final começará a ser transmitido às 21h (horário local) e terá duas horas e meia de duração, meia hora a mais que os demais capítulos que encerraram a série nos anos anteriores. No Brasil, o último episódio de Lost, batizado de “The End”, será apresentado apenas no dia 25 de maio, pelo canal AXN.



Veja o vídeo especial de despedida do elenco, produzido pela ABC:

Lost – O Começo

Seis anos atrás, o mundo assistiu com expectativa o começo de uma série que prometia revolucionar o universo dos seriados televisivos pela inovação do roteiro e o uso das várias mídias para não permitir que um só espectador ficasse sem assistir a um capítulo da série. Testemunho pessoal, eu mesma, durante todos esses anos, assisti Lost pela TV e pela internet, e neste caso, através de downloads torrents e reprodutores online em português, inglês, espanhol e italiano. O que fosse lançado primeiro, tudo para não perder a sequência dos episódios.

A série virou febre nas duas principais plataformas de alcance mundial: a internet e a própria televisão. Milhares de programas de TV, com o tema Lost, pipocaram pelo mundo todo desde 2004, fossem de entrevistas, até humorísticos parodiando a série. Na internet e nos dispositivos móveis, vídeos, fotos, wallpapers e toda sorte de material áudio-visual se alastraram pela rede e era comum tropeçar em elementos midiáticos incorporando os motivos do programa. Um número infinito de blogs, a ferramenta-mestre de feedback e interação com a audiência, foi criado para acompanhar, a maioria em tempo real, o desenrolar da série, assim como seguir de perto a vida do elenco, sempre com notícias fresquinhas que alimentavam ainda mais a curiosidade do público. Muito mais do que um show de televisão, Lost se tornou uma mania, um quase vício semanal, que prendia o espectador e o deixava hungry for more até o próximo episódio.

O Sucesso De Lost


Os criadores de Lost: Damon Lindelof e Carlton Cuse

Um conjunto de fatores, incluindo o momento certo dentro da indústria televisiva, já que Lost trouxe os famosos seriados de TV para o século 21, aproveitando-se de todas as possibilidades que as novas mídias podem proporcionar, tentam explicar o fenômeno. A qualidade do roteiro, inundado de mistérios e fatos aparentemente sem explicação e muito bem amarrados, conforme a história se desenrola, aliada à acessibilidade 24 horas e um elenco que tomou para si o projeto como se fosse o papel mais importante de suas vidas – o que se revelou ser verdadeiro – criou uma mistura explosiva e cativante que não deixou indiferente quem assistiu ao menos um capítulo do programa. Lost veio para cima do espectador com os dois pés no peito e teria fôlego para durar 10 anos. Saber sair na hora certa também é um dos trunfos da série.

Por falar no elenco, Lost conseguiu arrebanhar, em um único programa, um batalhão de atores que construíam uma carreira assim-assim até aquele mágico 2004. Como diz Josh Holloway, o bonitão Sawyer, no vídeo acima: “Depois que o programa piloto foi ao ar, pensei: posso jogar minhas caixas fora. Vou ficar mais um tempinho aqui”. Nenhum deles havia tido um papel de muita expressão até então, nem como protagonistas de outras séries e filmes. Alguns mais conhecidos do mundo do teatro, como Michael Emerson (Ben Linus), outros com alguns papéis mais ou menos relevantes, como Michelle Rodriguez (Ana Lucía), mas ninguém havia alcançado o estrelato. Até aquele 22 de setembro, seis anos atrás.


Semelhante ao que aconteceu aos atores de Friends (à exceção de Jennifer Aniston, que parece já ter se desvencilhado de Rachel), a maioria deles é conhecida pelo nome dos personagens que incorporaram em Lost. O que por um lado abre portas, pode gerar conflitos futuros para a continuidade de uma carreira sólida e reconhecida em novos projetos. Jorge García, o Hugo, afirma que Lost o levou a “um patamar que nunca poderia imaginar” e que “será difícil de ser batido”.
Lost: O Episódio Final

Neste domingo, quando os olhos do mundo todo estarão voltados para o derradeiro desvendar dos mistérios da série, poucas perguntas ainda pairam no ar. Depois dos últimos episódios, em que o verdadeiro motivo que conduziu os passageiros do voo Oceanic 815 até a ilha de Lost começou a se revelar, as incógnitas foram se diluindo, ao mesmo tempo em que se criaram novas charadas como, por exemplo, quanto sabe realmente Desmond Hume e por que tomou um papel decisivo na reta final da história?

Mas, muito além do quebra-cabeça finalmente montado, a sensação que fica é a de saudade. Lost foi uma série que nos atrapou do começou ao fim e, apesar de tantos fatos enigmáticos, o que prendeu o espectador de verdade foi cada capítulo, um atrás do outro, cada um com seus problemas peculiares e um final que conduzia a uma espera ansiosa pelo próximo. Um fenômeno de repercussão e de manipulação das diferentes e inovadoras mídias atuais, Lost inaugurou o formato que os seriados do novo milênio precisam ter para alcançar o sucesso em um mundo conectado globalmente. Amanhã, 23 de maio de 2010, chega ao fim o primeiro grande campeão de audiência do século 21. Eu estarei assistindo. E você?

Imagens:
abc/touchstone TV

Lost – 1a. temporada
90210 Fun
Damon Lindelof e Carlton Cuse

Experience-it-all

Aqui se fala português.
Comentários (2)
  1. Max Martins comentou, em 22/05/2010:

    Oi, Letícia!

    Assisti a primeira temporada e gostei muito.
    Depois, perdi alguns capítulos da segunda temporada e fiquei mais perdido que eles. A última que passou eu vi alguma coisa, mas ficou meio complicado de entender bem. Não vou assistir o último capítulo. Talvez um dia compre a série e assista a todas temporadas de uma vez. Não vai contar o final porque leio todos os seus textos…rs

    Abraços

    Responder
  2. Geraldo comentou, em 22/05/2010:

    Olá Leticia,

    Não posso falar como um Lost fã, eu tentei resistir o que deu para ver esta série, mas daqui um amigo indica ou outro ali, tu vê comentários.. e decidir experimentar… afinal a única série que estava vendo mesmo era o Heroes (que só prestou a primeira temporada)… vi a 5ª e 6ª temporada na ordem certa e depois vi a 1ª temporada em DVD e também a 2ª…

    Bom, mas vamos ver o que dá… me identifiquei muito nesta série com Hurley…

    Abraço e parabéns pelo excelente artigo

    Responder

Escreva um comentário


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/babelpontocom/www/wp-content/themes/default/template-pre-footer.php on line 7

Warning: reset() expects parameter 1 to be array, string given in /home/babelpontocom/www/wp-content/themes/default/template-pre-footer.php on line 60